VIRGENS VESTAIS

 

 

Rodolfo Domenico Pizzinga

 

Música de fundo: The Nutcracker
(Piotr Ilyich Tchaikovsky)

Fonte: http://www.geocities.com/chi_girl3205/midi-page3.html

 

 

Mas o verdadeiro estudante de Misticismo, sincero e puromesmo não havendo vestais neste mundoconsegue pelo menos se posicionar sobre um alicerce fundamental, que chamarei de estrututa básica. De posse dessa estrutura básica, um estudante de Misticismo tem condições de ascender a um plano mental que lhe permita usufruir da Paz. (Grifo meu).

Pax Profundis (Frater OS+B Vicente Velado)

 

 

 

 

Uma vestal era uma mulher casta e virgem

Consagrada honrosamente à deusa romana Vesta.

Deveria manter limpos seu caráter e seu hímen.

 

 

Um místico não é nem poderia ser uma vestal,

E nem vive escondido detrás de uma fresta.

Ainda que não faça, ele sabe bem o que é o mal.

 

 

Ele quebrou nozes e conheceu os desvãos da vida.

Escorregou... Caiu... Chorou... Mas se levantou.

Um bem-aventurado dia, comprou o Bilhete de Ida,

E, sem retorno, a vida profana abandonou.

 

 

Mas, ele conheceu os pecados do Mundo,

E, por um tempo, por eles foi embalado.

Um dia, a Voz em seu Coração calou fundo...

E ele assentiu em por Ela ser arrebatado.