Rodolfo Domenico Pizzinga

Música de fundo: Always
(Jon Bonjovi)

Fonte: http://www.lyricplaza.com/midi-ringtone/Bon-Jovi.htm

 

Dedico este poema a RNHS e a todos os homens e mulheres que sofrem de Transtorno Bipolar do Humor. Minha mais profunda e emocionada compaixão por todos vocês — meus irmãos de Caminhada. Força e coragem. Convido a todos para fazerem uma visita à Página:

 

http://svmmvmbonvm.org/default.htm

 

 

 

 

Um vazio impenetrável dentro do peito.

Nem amor nem rancor no coração.

Silêncio silente, surdo, insatisfeito.

Nenhuma sensação... Nenhuma emoção...

 

 

Nascer?

Existência?

Viver-não-viver?

Deficiência?

 

 

Morrer será dormir?

Sofrimento abafado!

O que será o devenir?

Por que tanto enfado?

 

 

Cumpriu-se o Transtorno Bipolar.

Peregrinação ascendente!

Retorno ao Lar!

O extraordinário... O surpreendente...