Rodolfo Domenico Pizzinga

Música de fundo: Sombras Nada Más
Fonte:
http://www.cifrantiga.hpg.ig.com.br/Crono3/midis.htm

 

Aeronauta Barata
Amin Amou Amado
Antonio Manso Pacífico de Oliveira Sossegado
Antônio Veado Prematuro
Asteróide Silvério

 


Belmiro Souza dos Santos
Benedito Camurça Aveludado
Brandamente Brasil
Bucetildes Cafiaspirina Cruz (Dona Tildes)

 


Carabino Tiro Certo
Caso Raro Yamada
Céu Azul do Sol Poente
Chananeco Vargas da Silva
Chevrolet da Silva Ford
Colapso Cardíaco da Silva
Comigo é Nove na Garrucha Trouxada
Deus Quer Magalhães Mota
Deusarina Venus de Milo
Dezêncio Feverêncio de Oitenta e Cinco
Disney Chaplin Milhomem de Souza
Dolores Fuertes de Barriga
Edemir E. de Doismir
Esparadrapo Clemente de Sá

 


Espere em Deus Mateus
Estácio Ponta Fina Amolador
Éter Sulfúrico Amazonino Rios
Faraó do Egito Sousa
Francisco Zebedeu Sanguessuga
Graciosa Rodela D' Alho
Himineu Casamentício das Dores Conjugais
Horinando Pedroso Ramos
Hypotenusa Pereira

 


Inocêncio Coitadinho
Jacinto Fadigas Arranhado
Jacinto Pinto
Janeiro Fevereiro de Março Abril
João Cara de José
João da Mesma Data
José Amâncio e Seus Trinta e Nove
Lança Perfume Rodometálico De Andrade

 


Liberdade Igualdade Fraternidade Nova York Rocha
Magnésia Bisurada do Patrocínio

 

 

Manuel Sola de Sá Pato
Marciano Verdinho das Antenas Longas
Maria da Segunda Distração
Maria Passa Cantando
Mijardina Pinto
Napoleão Estado do Pernambuco
Natal Carnaval
Necrotério Pereira da Silva
Olinda Barba de Jesus
Otávio Bundasseca
Pacífico Armando Guerra
Padre Filho do Espírito Santo Amém
Pália Pélia Pólia Púlia dos Guimarães Peixoto
Placenta Maricórnia da Letra Pi

 


Produto do Amor Conjugal de Marichá e Maribel
Renato Pordeus Furtado
Rolando Caio da Rocha
Rolando Escadabaixo
Sebastião Salgado Doce
Simplício Simplório da Simplicidade Simples
Soraiadite das Duas a Primeira
Thomás Turbando de Power Guido
Última Delícia do Casal Carvalho
Um Dois Três de Oliveira Quatro
Um Mesmo de Almeida
Valdir Tirado Grosso
Vicente Mais ou Menos de Souza

Voltando à letra A...


Ava Gina

 

 

Eu gostaria muito de compreender

Por que alguns pais e mães

Dão esses nomes aos seus filhos.

Filhos não são cadilhos!

Aceitaram seus pais e suas mães,

Mas ganharam esses nomes sem pretender.

O que geralmente não se sabe

É que cada nome é um mantran.

E se alguém não gosta do seu nome,

Talvez venha a trocar de nome

Alterando seu original mantran.

As conseqüências... Ninguém sabe!

 

 

As crianças precisam ser respeitadas.

Escolher o nome para um filho

É também um ato de amor.

E este sentimento mor

— Seja para uma filha, seja para um filho —

Influirá decisivamente nas Caminhadas!!!