CONFUSÃO E ANGÚSTIA 2

Rodolfo Domenico Pizzinga

Música de fundo: La cucaracha
Fonte: http://www.rally.lv/snxgsm/?dir=3,18,3

 

Este trabalho é uma continuação de:

1) Confusão e Angústia

http://paxprofundis.org/livros/confusao/confusao.html

2) Confusão e Angústia I

http://paxprofundis.org/livros/confusao1/confusao.html

Outros ensaios místicos:

http://svmmvmbonvm.org/aum_muh.html

 

 

Ah!

 

Ah! Se valorizássemos a nossa encarnação!

Ah! Se respeitássemos todas as manifestações da Vida!

Ah! Se só olhássemos com o nosso Interno Coração!

Ah! Se nos preparássemos para a nossa Grande Partida!

 

 

 

Tudo seria efetivamente muito diferente

Se admitíssemos que ainda estamos e que não somos.

Urge que todos nós tenhamos sempre presente

Que o que hoje formos amanhã certamente seremos.

 

 

Trabalhar... Trabalhar... Trabalhar... E trabalhar...

Transmutar o quatro inferior em Quatro Superior.

Alquimiar... Alquimiar... Alquimiar... E alquimiar...

 

 

Quatro estágios descendentes...

Illuminação, Compreensão, Amor e Dor.

Os mesmos estágios... Ascendentes!

 

_______
_______
_______
_______

 

 

Comentário: Aquele que percebe e realiza internamente o Bem e o Belo é praticamente capaz de tudo. E esta percepção/realização se manifesta de diversas maneiras: na arte, na música, na literatura, na ciência... Na verdade, em todos os campos em que o ser humano é chamado a atuar. Então, custa o quê produzir um pouquinho de bem e de beleza? Não podemos deixar de herança para as gerações vindouras um pacote de merda. Eu que sou da geração e vivi o tempo dos pacotes, dos pacotinhos e dos pacotaços, tenho horror alérgico a pacotes, principalmente se forem autoritários e de merda. Nunca cheguei à conclusão se o mal-afamado Pacote de Abril (decretado em não sei quando de abril de 1977 pelo General-Presidente Geisel) foi um Pacote de Merda ou uma Merda de Pacote. Mas que aquele Pacote foi uma merdalhona autoritária da pior qualidade, isso foi. Eu tenho lá minhas desconfianças se o Senhor Presidente Ernesto não lavou as mãos depois de assiná-lo. Dizem que ele assinou e correu para o banheiro. O que aconteceu naquele recinto palaciano ninguém sabe. Não havia testemunhas. O general não gostava de companhia quando ia ao banheiro. O Governo – disse na época o Assessor de Imprensa do Planalto, Coronel Toledo de Camargo – não vai apresentar justificativa para suas decisões. Certíssimo. Estou de acordo com o Coronel-Assessor. Ditadura que se dá ao respeito não tem que justificar nada, por isso é ditadura. Senão, não seria uma ditadura, seria uma ditamole, e, ao que eu saiba, nunca houve no Mundo uma ditadura mole. Amoleceu, sambou. Engraçado! A maioria dos ditadores mundiais que eu me lembro eram baixinhos! Uns eram até gordinhos e barrigudinhos! Será que Freud teria uma explicação para este fenômeno? Tempos de chumbo... Tempos medonhos... Tempos fedorentíssimos... O Brasil fedia a merda de norte a sul e de leste a oeste. Espero que não voltem mais. Uma das conseqüências daqueles tempos, que ninguém se dá conta, é que alguns dos que foram cassados e torturados acham que o Brasil é deles devedor até hoje. O resto conclua o leitor. Bem, recordar rapidinho todo aquele horror 'seqüelizante' até que é bom, porque não há mensalão que possa justificar um canhão. Quem viveu aqueles tempos sabe disso. Quem não viveu... Espero que não passe por isso, e espero também que não pense em resolver os problemas nacionais por essa via.

Veja o que esse artista bolou (que não tem nada a ver com ditaduras ou ditamoles). O arquivo é pesado (2.064 kb), mas acho que vale a pena aguardar que ele baixe. São momentos como este que nos ensinam como a vida vale a pena ser vivida. Não há verruga (que quando eu era garoto chamava de 'birruga') que resista a um pouco de arte e de alegria. Clique AQUI para assistir, e veja se você descobre o macete que foi usado para produzir este vídeo. Se La Cucaracha ainda não acabou de tocar, espere um pouquinho; ela só vai 'cucarachar' uma vez. Há uma outra cucaracha no vídeo.

La cucaracha, la cucaracha,
Ya no puede caminar;
Porque no tiene, porque le falta,
Marijuana que fumar...

Marijuana???
Ca...
Cara...
Caram...
Caramba!!!
Moderación... Dona Cucaracha!!!